19 de dezembro de 2011

A embalagem até é grande, ao lado das outras na prateleira do supermercado... Mas dado ao espaço que verdadeiramente ocupa o conteúdo, não podiam ser mais amigos do ambiente?

6 de dezembro de 2011

Atum para ninguém..


Quantas vezes para safar uma refeição não atacamos as latas de atum, pois é uma comida rapida e boa e que dá para diversificar tanto na cozinha.
Salada de Atum, Atum com massa, Pasta de Atum... Atum! Atum! Atum!
Contudo o atum, a cavala, peixes-espada e marlins e o bonito, foram incluídos pela primeira vez na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN). Trata-se de um dos inventários mais detalhados do mundo sobre o estado de conservação de várias plantas, animais e fungos. Além dos escombrídeos, foram parar nesta relação os bicudos, a família dos peixes-espada e dos marlins.
Entre as 61 espécies conhecidas, sete correm sério risco de extinção, estão na categoria ameaçada. Três delas são os atuns Thunnus maccoyi (criticamente ameaçado), T. thynnus (ameaçado) e T. obesus (vulnerável). Outras duas espécies de marlin, o Makaira nigricans e Kajikia albida (vulneráveis). Os outros dois são as cavalas Scomberomorus munroi (vulnerável) e Scomberomorus concolor (ameaçada).
O levantamento, publicado na revista Science, mostra que a situação é particularmente grave para os atuns. Cinco das oito espécies estão ameaçadas ou quase ameaçadas. Sendo o atum-azul (Thunnus thynnus), um dos mais usados na culinária, está sob risco de desaparecer dos mares.

Por isso o melhor será arranjar um substituto para o atum, talvez umas salsichas de soja, ou certificar-se na lata qual é a espécie que se está a comprar e se não tiver, não se compra!

Para mais referencias e não acusar ninguém de falta de informação: Greenpeace Portugal

A verdadeira história dos plásticos


Uma baleia da a costa morta, ao ser autopsiada o seu estômago estava cheio de plásticos, pois acreditam ser semelhante a lulas. Em outros lugares, um flamingo estrangula-se em um saco, incapaz de torcer seu caminho para fora do plástico enredar. Um ornitorrinco sofre cortes profundos de um saco de plástico entrelaçadas ao redor de seu corpo, enquanto um pelicano morre depois de consumir sacolas plásticas durante o mergulho para os peixes. Bezerros, tartarugas, golfinhos, focas, a lista continuaria...
Os voam e deambulam até atingir os lugares mais remotos do mundo, savanas, florestas, mares, oceanos e até na propria cidade, já foram encontrados sacos de plástico no Norte Artico.
Em Novembro de 2008 na Austrália, um crocodilo de 10 metros de comprimento marcado como parte de um programa governamental de monitoramento da vida selvagem, apareceu morto, tendo consumido 25 embalagens de plástico e sacos de lixo. Whitey, como o crocodilo foi apelidado, tinha sido transferida para um destino turístico popular chamado Magnetic Island, e as autoridades, a princípio temia que ele tivesse morrido como resultado de comer o lixo deixado para trás pelos visitantes.

Os plásticos vão se deteriorando em pedaços mais pequenos , tornando-se pequenas partículas tóxicas de petro-polimeros, contaminando solos e águas. Como consequência são confundidos como comida pelos animais, que ao alimentarem-se de plástico ficam com a sensação de fome saciada e não procuram comida durante largos períodos de tempo.

É óbvio que os mais afectados com a estupidez Humana é a Natureza, isso já todos sabem, mas nem todos querem preocupar-se.
Os plásticos levam centenas e até milhares, de anos para se decompor na maioria dos ambientes, de modo que não é um exagero imaginar que um único plástico pode matar mais de um animal enquanto não se decompõem por inteiro. E enquanto as estatísticas são incompletas, alguns conservacionistas estimam que pelo menos 100000 mamíferos e aves morrem com eles a cada ano, sem contar com o número de peixes que também morrem devido aos plásticos.
Tem sido tomadas algumas medidas quanto ao pesadelo dos sacos de plástico, o primeiro a fazê-lo foi Bangladesh, que proibiu os sacos plásticos em 2002, no mesmo ano, a Irlanda teve uma outra abordagem e instituiu um pagamento pelos plásticos, fazendo com que houvesse uma diminuição de 90%, como resultado, o dinheiro gerado pelo pagamento dos sacos de plástico serviu para financiar um programa de reciclagem de grande expansão em todo o país. Em 2003, o governo de Taiwan colocou em prática um sistema pelo qual as malas não estavam mais disponíveis no mercado sem acusação, e restaurantes carryout foram mesmo obrigados a cobrar para utensílios de plástico.
Maiores economias aderiram à causa. Austrália pediu uma proibição voluntária, e, até agora, o consumo das sacos decresceu 90%. Em 2005, os legisladores franceses impuseram uma proibição de todos os sacos plásticos não-biodegradáveis, para entrar em vigor em 2010. A China já proibiu sacos de menos de 0,025 milímetro de espessura. "O nosso país consome uma enorme quantidade de sacos de plásticas a cada ano", disse um porta-voz do Conselho do Estado da China, ao anunciar a proibição em Maio de 2010. "Embora os plástico proporcionem comodidade aos consumidores, isso tem causado um grave desperdício de energia e recursos e poluição ambiental devido ao uso excessivo, reciclagem inadequada e outras razões."
Assim, mesmo nos Estados Unidos, a campanha no-bags está a ganhar terreno. Em 2008, a Assembleia Legislativa do Estado de Nova Iorque aprovou uma lei exigindo a "redução, reutilização e reciclagem" de sacos de checkout. No ano anterior, a cidade de San Francisco proibiu os sacos plásticos por completo. National Public Radio relatou alguns meses depois que a proibição tinha sido uma bênção para os fabricantes locais de plásticos, que têm vindo a introduzir sacos recicláveis ​​e compostáveis, no mercado.
Existem campanhas em que se fazem a devolução de plásticos como a KROGER helps go greener assim como a Westpark perto de Fountainview, enquanto em Portugal o mais fácil é ainda fazer pagar pelo saquinho, já todos conhecem alguns pontos de reciclagem como os ecopontos (embora o daqui da rua esteja sempre cheio e parece mais a lixeira do bairro), e reciclagem de electrodomésticos e até os Oleões..
Mas os plásticos... Ah! esses andam pendurados nas árvores e a deambular por ai...

Parece que gostam de chafurdar na porcaria, talvez em casa também atirem o lixo para o chão e deixem os sacos andarem a voar por lá..

O que fazer com os sacos de plásticos?

Se cada um usar o saco reutilizável, poupamos em mádia 6 sacos por semana. o que significa 24 sacos por mês, 288 sacos por ano, ou seja 22,176 sacos ao longo da vida.
Se apenas 1 em cada 5 pessoas de um pais fizesse isto, significaria que poupávamos
1.330.560.000.000 sacos ao longo da vida.


Então o que é que podemos fazer?

Reduz a utilização de plásticos quando compras produtos no supermercado, mercearia ou outra superfícies comercial,
procura usar sacos reutilizáveis, sacos de pano em substituição dos sacos de plásticos quando vais ao supermercado, são mais bonitos e duradouros.


Excluir qualquer
sacos de plástico que são de cor escura ou sacos que têm alças ou cordões. As embalagens de plástico e envolva comida de plástico (Saran) também são não-recicláveis.


Quando colocas os sacos para reciclar, certifica-te que estão limpos, secos e vazios, pois qualquer tipo de objecto estranho irá contaminar o plástico quando for para reciclar.

Procura na tua área de habitação programas locais de reciclagem selectiva e drop-off, ou centros comunitários.

Para os mais artistas, podem procurar na internet 1001 coisas que se podem fazer com sacos de plásticos desde malas, tapetes, individuais, lâmpadas...
Tanta coisa e verdadeiras obras de arte diferentes para oferecer como prenda!

5 de dezembro de 2011

As maravilhas das sementes de chia


As sementes de chia, originárias do México era consumidas pelos Maias e Aztecas como ração de sobrevivência dos guerreiros, com 2 colheres de sopa destas sementes conseguiam suster um guerreiro que marchava durante 24 horas.

São uma excelente fonte de fibra, com antioxidantes e minerais, e a fonte vegetal conhecida mais rica em ácidos gordos ómega 3.

Estas sementes são de facto ricas em mucopolis-sacarídeos e constituem uma excelente fonte de fibras alimentares solúveis e insolúveis. São os mucopolissacarídeos solúveis que formam um gel mucoso incolor à superfície das sementes, quando entram em contacto com a água. Quando se mete um punhado de sementes de chia num copo de água, constata-se que após alguns minutos o copo está cheio com um tipo de gel pectinoso. Estas mucilagens são benéficas para os intestinos. Em primeiro lugar podem fixar até 12 vezes o seu peso em água, o que faz que melhorem a qualidade e a consistência das fezes em caso de diarreia. Além disso estes mucopolissacarídeos constituem também uma camada de mucilagem na parede intestinal de tal modo que as bactérias patogénicas são travadas nos seus efeitos danificadores e que as mucosas do intestino possam recuperar mais depressa.

A chia age em três frentes distintas que auxiliam no emagrecimento:

Causa saciedade: pois as suas sementes são mucilaginosas, ou seja, ricas em fibras. ao entrarem em contacto com a água, formam um gel no estômago, tornando a digestão mais lenta.

Combate inflamação: a gordura é resultado de um processo inflamatório do organismo, que deixa de enviar mensagens de saciedade ao cérebro. Com isso, perde-se o controle sobre a fome a ponto de comer e nunca se sentir satisfeita. O ômega 3 presente no grão combate essa inflamação, ajudando o corpo a recuperar o controle sobre o apetite.

Desintoxica: a fibra regula o trânsito intestinal e limpa o organismo por meio das fezes.

Redução do colesterol, controla a glicemia, ajuda na formação óssea, previne o envelhecimento precoce e melhora a imunidade do organismo.

Sugestão de utilização: pode espalhar as sementes inteiras ou moídas em cereais (eu utilizo nos corn-flakes logo de manhã, por exemplo), iogurtes, saladas, etc. Pode ainda moê-las e aidioná-las à farinha para fazer pão. Também pode usá-las como bebida fresca, colocando 2 colheres de chá de sementes de chia em 250 ml de água, mexendo e deixando repousar até criar um líquido ligeiramente gelatinoso. Como as sementes conseguem absorver várias vezes o seu peso de água formando uma espécie de gelatina são óptimas como substituto de ovo.

Qualquer pessoa pode ingerir a semente. Porém, devido ao alto teor calórico, o excesso pode levar ao ganho de peso. Logo, para emagrecer, coma apenas a quantidade indicada na matéria.

Em conclusão:

A mais rica fonte de Ómega 3 e fibra na natureza

2 vezes mais potássio do que a banana

3 vezes mais ferro do que o espinafre

6 vezes mais cálcio do que o leite

8 vezes mais ômega 3 do que o salmão

12 vezes o próprio peso: é o que ela absorve de água

15 vezes mais magnésio do que os brócolos.

Cidade das Formigas

Que as formigas são organizadas, com tarefas bem divididas, mestres da arquitectura e grandes trabalhadoras, fortes e unidas já todos sabemos...

Agora talvez não tenhamos a noção dessa dimensão.


Colocaram cimento dentro de um formigueiro e foram precisas cerca de 10toneladas para encher totalmente o formigueiro) e depois pacientemente desenterraram-no, vejam a verdadeira obra-prima animal.


video

Só me questiono o que terá acontecido as formiguinhas tão trabalhadoras!

Sementes de Linhaça


O consumo da semente de linhaça tem demonstrado que propriedades variadas para a prevenção e cura de diversas doenças.

Contem 27 componentes anti-cancerígenos, sendo a deles é; a lignina com 100 vezes mais do que qualquer outro grão integral ou vegetal.

Contribui para a diminuição de peso, controlando para uma rápida eliminação do colesteral, ajuda a controlar a obesidade e sensação desnecessária de apetite pois possui grandes quantidades de fibra dietética e tem cinco vezes mais fibra que a aveia.

As suas propriedades são infindáveis quase: prevêem o cancro de cólon. Ideal para artrite, prisão de ventre, acidez estomacal., lubrifica e regenera a flora intestinal, previne os divertículos nas paredes do intestino, elimina toxinas e contaminadores.

Melhor as funções mentais dos anciões, melhor a conduta de indivíduos que sofram de esquizofrenia, útil no tratamento de anemia. Contém grandes quantidades de rejuvenescedor, pois retém o envelhecimento.

É ideal para tratar a arteriosclerose, promove a eliminação do colesterol, escolerosa, trombose coronária, pressão arterial, arritmia cardíaca, incrementa as plaquetas na prevenção da formação de coágulos sanguíneos. Uma das características única da linhaça é que contém uma substância chamada taglandina, a qual regula a pressão do sangue e a função arterial e exerce um importante papel no metabolismo de cálcio e energia, ajuda aos rins a excretar água e sódio, aumenta o coeficiente metabólico e a eficácia na produção de energia celular.

É É ideal para problemas na pele, tais como: psoriase e eczemas e acne, é útil para a pele seca e pele sensível aos raios do sol e torna a pele mais suave, sendo ainda uma ajuda no tratamento de caspa e calvície.

O consumo de linhaça diminui as condições inflamatórias de todo tipo. Refere-se a todas aquelas doenças terminadas em "ite", tais como: gastrite, hepatite, artrite, colite, amidalite, meningite, etc.

A linhaça é uma dose de energia para teu cérebro, porque contém os nutrientes que reduzem mais urotransmisores (reanimações naturais).

Por conter os azeites essenciais Omega 3, 6, 9 e um grande conteúdo de nutrientes que requeremos constantemente, faz com que nosso organismo seja fortalecido, contendo em grandes quantidades dos dois tipos de fibras dietéticas solúvel e insolúvel com mais fibra que a maioria dos grãos.

Duas colheres de sopa por dia, batidas no liquidificador, adiciona-se a um sumo de fruta, ou sobre a fruta, com a aveia, no iogurte, ao pequeno-almoço ou almoço. Aconselhável para todas as idades e até para mamãs.

"Qualquer um pode contar as sementes em uma maçã,

mas só Deus pode contar o número de maçãs em uma semente."

Robert H. Schuller